- BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO NO PROCESSAMENTO DE EMBUTIDOS
(BPFEMBUTIDOS)

 

Local: Sede da FAMURS - Rua Marcílio Dias, 574 - Porto Alegre/RS
Investimento: R$ 309,00 para Prefeitura - R$ 499,00 para outros
Datas: 26 e 27 de agosto de 2019
Horário 26.08: 9h às 17h
Horário 27.08: 9h ao 12h
Carga Horária: 10h/a

OBSERVAÇÃO: O PAGAMENTO DA INSCRIÇÃO DEVE SER REALIZADO VIA DEPÓSITO DADOS:
BANRISUL AGENCIA 0011 - CONTA 06.851.7000-1
CNPJ 88.733.811/0001-42 - FAMURS ESCOLA.

CANCELAMENTO: 7 DIAS, APÓS VALOR FICARA DE CRÉDITO PARA PREFEITURA.

*ESTAMOS MUDANDO O SISTEMA DE INSCRIÇÕES, DEVIDO A ISTO OS BOLETOS NÃO SERÃO GERADOS.
INFORMAÇÕES: 51.32303125 - 51.32303126 - 51.32303127


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO EMBUTIDOS:

a) Legislação sanitária vigente quanto à implantação de BPF

b) Detalhamento das BPF e POPs exigidos no âmbito da indústria de embutidos

c) Como elaborar e implantar Manual de BPF e POPS na indústria de alimentos

d) Higiene e Segurança dos Alimentos

e) BPF como medida preventiva para DTAs

d) Introdução a tecnologia de fabricação de embutidos.

d) Aditivos e envoltórios utilizados em embutidos cárneos.

e) Tecnologia de embutidos salgados, curados, cozidos e defumados.

f) RTIQs (Regulamentos Técnicos de Identidade e Qualidade) vigentes para os principais embutidos cárneos.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

O curso se propõe a oportunizar atualização no conhecimento acerca das boas práticas de fabricação aplicadas ao processamento de embutidos e derivados, detalhando as suas formas de produção e obtenção, seus processos tecnológicos de transformação e sua legislação vigente.


•Aprender a identificar, avaliar e prevenir os problemas que podem ocorrer no processo de produção de alimentos no âmbito da fabricação de embutidos cárneos.
•Conhecer as legislações aplicáveis aos processos de fabricação de alimentos, por exemplo, a Portaria 368/97
•Conhecer e interpretar os principais RTIQs vigentes para embutidos cárneos visando o seu cumprimento durante a fabricação de embutidos.
•Aprender como reduzir perdas e custos, através de controles aplicados a processos alimentares.
•Contribuir com o aumento da satisfação do cliente.
•Transmitir conhecimentos para os colaboradores influenciando a mudança de atitude e comportamento por meio de conscientização e aprendizado
•Desenvolver habilidades para redução de erros operacionais (falhas humanas) em função da capacitação dos colaboradores

MINISTRANTE:
Maluza Machado Feltrin, Técnico Superior Agropecuário e Florestal na Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo do Rio Grande do Sul SDR-RS, Médica Veterinária - CRMV-RS 09877, Especialista em Vigilância Sanitária dos Alimentos e Mestranda em Inspeção de Alimentos de Origem Animal