- BLOCOS DE FINANCIAMENTO NO SUS: MUDANÇAS E IMPACTOS. O QUE O GESTOR DE SAÚDE PRECISA SABER PARA CUMPRIR A LEI
(BFSUS200218)

 

- BLOCOS DE FINANCIAMENTO NO SUS: MUDANÇAS E IMPACTOS. O QUE O GESTOR DE SAÚDE PRECISA SABER PARA CUMPRIR A LEI

Local: Rua Marcílio Dias, 574 - Porto Alegre/RS

Investimento: R$ 219,00 para Prefeitura - R$ 329,00 para outros

Data: 20 de fevereiro de 2018

Horário: 9h às 12h das 13h30 às 17h

Carga Horária: 7h/a

OBJETIVOS:

AUMENTAR A PRODUTIVIDADE DAS EQUIPES DE SAÚDE

Qualificar secretários e secretárias de saúde, adjuntos, assessores de saúde, diretores e coordenadores dos departamentos de planejamento, diretores e coordenadores dos departamentos de atenção à saúde, regulação, vigilância em saúde, administrativo e demais profissionais que desenvolvam suas atividades nas áreas administrativas e de gestão da secretaria municipal de saúde;

MELHORAR FLUXOS E PROCESSOS DE TRABALHO

Analisar os fluxos e processos de trabalho e adaptá-los à nova legislação que altera os blocos de financiamento do SUS de 06 blocos (Atenção Básica; Média e Alta Complexidade; Vigilância em Saúde; Assistência Farmacêutica; Gestão do SUS e Investimentos) para apenas 02 blocos – CUSTEIO e CAPITAL ou INVESTIMENTO, de maneira a comprimir a legislação que entra em vigor a partir de 02/01/2018.; PÚBLICO ALVO: Qualificar secretários e secretárias de saúde, adjuntos, assessores de saúde, diretores e coordenadores dos departamentos de planejamento, diretores e coordenadores dos departamentos de atenção à saúde, regulação, vigilância em saúde, administrativo e demais profissionais que desenvolvam suas atividades nas áreas administrativas e de gestão da secretaria municipal de saúde.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

1. Princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde e seus impactos e interferências nas ações de prestação de contas no setor público municipal;

2. Princípios constitucionais da Administração Pública e seus impactos e interferências nas ações de prestação de contas no setor público municipal;

3. Blocos de Financiamento;

3.1 Quais as regras anteriores à Resolução CIT;

3.2 Quais as novas regras para utilização dos recursos considerando a alteração dos blocos de financiamento no SUS para 02 blocos - CUSTEIO e CAPITAL ou INVESTIMENTO;

4. O que muda na aplicação de recursos no SUS;

5. O que muda na prestação de contas no SUS;

6. A importância do Plano Municipal de Saúde neste novo formato de transferência e aplicação de recursos;

7. Como utilizar os recursos em conta até dezembro de 2017.

MINISTRANTES: Lisiane Wasem Fagundes e Sandra Sperotto