• LOCAL: Sede da FAMURS (Rua Marcílio Dias, 574 – Porto Alegre/RS)

    INVESTIMENTO: R$ 399,00

    Data: 9 e 10 de outubro de 2018

    Horário: Das 9h as 12h e das 13h30 às 17h

    Carga horária: 14h/a (dois dias)


    PÚBLICO ALVO

    Gestores de Turismo e de Cultura, Gestores de Ação Social dos Municípios, Secretários e Assessores Municipais de Turismo, Gestores de Políticas Públicas, Estudantes de Turismo e Cultura


    APRESENTAÇÃO

    O plano municipal é importante para o desenvolvimento do turismo nos municípios, fomentando, assim, as suas regiões turísticas, além de ser um dos critérios para participar do Prodetur + Turismo que vai disponibilizar R$ 5 bilhões em financiamentos. O Plano Municipal de Turismo é imprescindível para receber ações de infraestrutura, promoção e qualificação do turismo.
    Este curso se propõe a mostrar etapas e modelos para a construção do PLANO MUNICIPAL DE TURISMO. Um Plano Municipal de Turismo ocupa-se das decisões que devem ser tomadas em matéria de desenvolvimento turístico. Somente por meio do planejamento é possível apresentar ao destino um plano de desenvolvimento sustentável. Faz-se necessário, entretanto, compreender o que é este plano, quais são suas etapas e quais os caminhos a serem percorridos. A partir dos conceitos, modelos, exercícios e formulários propostos no programa, o aluno estará apto a liderar o processo de construção do PMT.


    OBJETIVO GERAL DO CURSO

    Preparar os Gestores públicos para o entendimento e a construção do Plano Municipal de Turismo – etapa essencial para solicitação do Selo + Turismo


    OBJETIVOS ESPECÍFICOS

    Compreender metodologia de análise da competitividade;
    Promover o entendimento das etapas de construção do diagnostico municipal;
    Habilitar os Gestores Municipais a desenvolver Matriz de Planejamento Estratégico;
    Aprender a desenvolver formulários de pesquisa;
    Entender como se elabora um Plano de Ações estratégicas para construção do PLANO MUNICIPAL DE TURISMO


    CONTEÚDO PROGRAMÁTICO


    1.Introdução

    2. Análise da Competitividade Turística do Município – (cada aluno fará a análise do seu município)
    Teórico: Entendendo a Matriz de Competitividade
    Pratico: Preenchendo e Analisando a Matriz de Competitividade

    3. Etapas necessárias para construção do Diagnóstico Municipal
    Teórico: Entendendo as Etapas do Diagnóstico Municipal

    4. O que é e como realizar a Matriz de Planejamento Estratégico Turístico
    Teórico: Matriz SWOT
    Prático: Exercício em Grupo – aplicando a matriz

    5.Pesquisa de demanda e satisfação – construção do Instrumento
    Teórico: Conceitos de Pesquisa de Demanda e Pesquisa de Satisfação
    Pratico: Exercício em Grupo – construção do Formulário


    6. Como elaborar o Plano de Ações Estratégicas
    Teórico: Estrutura de Plano de Ações Estratégicas
    Prático: Exercício Individual – elaboração de plano de ações para uma das dimensões de competitividade


    MINISTRANTE: Daniela Bitencourt Moraes
    Daniela atuou na elaboração da Matriz de Competividade do Turismo Brasileiro, cujas dimensões levam aos planos estratégicos de desenvolvimento do Turismo. Além disso, é uma das primeiras profissionais a trabalhar com projetos de implantação prática do tema “Turismo de Experiência”, sendo que em 2012 recebeu pelo IMB/SEBRAE-RJ o “Ulysses Award” PRÊMIO MÁXIMO em inovação em Turismo pela OMT – Organização Mundial do Turismo com o projeto Tour da Experiência Serra Carioca. Redigiu, a pedido da Confederação Nacional dos Municípios, cartilha com orientações sobre Turismo Sustentável; Redigiu um curso e a cartilha “Turismo Sustentável” para a OIT - Organização Internacional do Trabalho e a Embaixada Britânica no Brasil; Atuou no Desenvolvimento do Processo de Turismo do PORTO MARAVILHA no Rio de Janeiro; Responsável pela implantação do Projeto Rota Missões e Implantação do Projeto Uva e Vinho na Serra Gaúcha, atuou no desenvolvimento junto ao SEBRAE Nacional e Ministério do Turismo do Programa Nacional de Regionalização do Turismo. Esteve à frente dos projetos: Rede de Cooperação Técnica para Roteirização, Projeto Economia da Experiência desenvolvendo os conceitos de turismo de experiência, economia criativa e consumo do novo milênio; Seminários Empresariais de Competitividade pública e empresarial e Disseminação do conhecimento em turismo em todas as capitais do país; Projeto Gestão dos 65 Destinos Indutores do Turismo e Pesquisa de Impactos Econômicos na cadeia de Hotelaria. Daniela já participou da realização de eventos de grande porte como o Natal dos Anjos em Santo Ângelo e a Mostra Internacional de Música nas Missões, cujos públicos superaram 200 mil pessoas.