• Local: Rua Marcílio Dias, 574 - Porto Alegre/RS
    Realização: Área de Segurança Pública, Mobilidade e Trânsito e EPTC
    Datas: 21 e 22 de junho de 2017
    Horário: 9h às 12h das 13h30 às 17h
    Carga Horária: 14 h/a
    Investimento: GRATUITO

    OBJETIVO DO CURSO: Capacitar pessoas para serem multiplicadoras de novos paradigmas sociais que propiciem à mudança de comportamento dos usuários na via, a partir da tomada de consciência do quanto é importante ter conhecimento não somente dos regramentos previstos na legislação de trânsito e transporte, mas também das regras de convivência no espaço coletivo, para que se construa uma cultura de respeito e civilidade no trânsito.

    PÚBLICO-ALVO: Em geral

    Módulos:
    - Mobilidade Urbana: Uma Visão Sócio Histórica;
    - Trânsito: Uma questão transversal
    - Acessibilidade e Mobilidade – Radar Móvel e Balada Segura
    - Acidentes de Trânsito: Causas e Consequências;

    Certificação:
    A certificação será condicionada a presença mínima de 75%. A qual se dará
    mediante assinatura em lista de presença no início e final de cada módulo, após o
    preenchimento da avaliação do módulo.
    Breve exposição dos Módulos:
    Módulo I
    Mobilidade Urbana: Uma Visão Sócio Histórica
    O homem ao longo de nossa história fez grandes descobertas que serviram como uma espécie de divisor de águas: a invenção do fogo, a escrita, a navegação e tantas outras, entretanto, o grande avanço no trânsito, tema do estudo em questão, teve início a partir da invenção da roda na Mesopotâmia em 3000 A.C. O meio de locomoção mais antigo e rudimentar que temos notícia foi o deslocamento do homem a pé e descalço, carregando seus pertences nos ombros ou arrastando. O homem por ser considerado de grande capacidade inventiva criou o trenó, domesticou animais como cães, cavalos, renas, camelos, bois, búfalos, etc, criando dessa forma o transporte terrestre, na medida em que percebeu que podia usar a força animal para o seu transporte de carga. Podemos dizer que desde a invenção da roda o homem passou a ser dependente da máquina, seja pela comodidade ou pela rapidez nos deslocamentos. O trânsito, que deve ser entendido no contexto social, acaba tendo interferências individuais, na medida em que as pessoas colocam seus interesses particulares acima do coletivo. Vivemos num
    mundo em que o indivíduo percebe somente a atitude errada do outro, neste sentido, torna-se necessário o ordenamento jurídico imposto pelo estado, como detentor do poder de regulamentar a vida em sociedade, servindo como mediador dos conflitos. Diante desse quadro convidamos você, multiplicador, a juntar-se a nós para partilhar
    essas questões de convívio social no trânsito, onde valores como: respeito, gentileza, cooperação, colaboração, tolerância, solidariedade e amizade devem estar em primeiro lugar. Para tanto, propomos apresentar neste módulo, informações sobre os primeiros
    registros existentes sobre o trânsito e os meios de transportes, bem como a legislação de trânsito no Brasil e a evolução da mobilidade no trânsito de Porto Alegre. Esperamos que este seja um momento de troca e aprendizagem para todos.

    Módulo II – Trânsito uma tema transversal
    A proposta de módulo é apresentar em si fundamentos éticos, como: solidariedade,
    respeito, responsabilidade, gentileza e cortesia. Valores indispensáveis ao convívio social.
    Diferentes conceitos, diferentes contextos, cidadania, o que é currículo, interdisciplinaridade e trânsito como uma proposta transversal.
    Os projetos de trabalho relacionados ao trânsito possibilitam aos educadores e alunos entrarem em contato com os conteúdos disciplinares a partir de conceitos concretos e práticos. Nessa perspectiva, os conteúdos deixam de ser um fim em si mesmo e passam a ser meios para ampliar a formação dos educandos e sua interação
    com a realidade, de forma prática, crítica e dinâmica.
    Este módulo tem como objetivo motivar os educadores para trabalhar com o tema trânsito de forma transversal às diferentes áreas da educação. Instrumentalizar os participantes com subsídios teóricos e práticos a fim de motivá-los a realizarem ações educativas no trânsito nos mais diferentes espaços, envolvendo toda a comunidade.

    Módulo III
    Acessibilidade e Mobilidade
    Serão apresentados os conceitos sobre Acessibilidade, a legislação que estabelece o Plano Diretor de Acessibilidade, as secretarias envolvidas e que estão trabalhando por uma mobilidade maior para aqueles que precisam. O objetivo nesse momento é sensibilizar as pessoas para que tenham mais cuidado ao se deslocar pelas ruas da
    cidade, respeitando os locais estabelecidos para determinados grupos de pessoas, aprendendo também como auxiliar alguém que tenha dificuldades de deslocamento.
    Será apresentado neste módulo também como são organizadas as operações Balada Segura e Radar Móvel.

    Módulo IV
    Acidentes de Trânsito: Causas e Consequências
    Este módulo abordará acontecimentos que estão intimamente ligados ao nosso dia-a-dia e a resultados que são pouco lembrados e debatidos pela sociedade em geral.
    São vários os fatores que contribuem para um acidente de trânsito: A via, as condições climáticas, os veículos, a velocidade, a condição dos ocupantes no veículo - se ingeriram álcool ou fizeram uso de outras substâncias psicoativas - a idade desses ocupantes e o uso ou não de equipamentos de segurança.
    Através das leis da física, verificam-se vários exemplos que demonstram a aplicabilidade desses fenômenos no trânsito e o quanto é importante utilizar os equipamentos de seguranças ao transitar pelas vias. Entende-se, também, a importância de locomover-se com total atenção e observação das normas de circulação e conduta descritas no código de trânsito brasileiro.
    A análise dos traumas e das sequelas após um acidente de trânsito está intimamente ligada aos desdobramentos dos fatores causadores do sinistro. A forma como ocorreu, o impacto da colisão, o resultado do acidente e a sua gravidade indicarão qual a extensão do trauma e quais serão os processos de reabilitação dos pacientes que apresentarem sequelas, tanto para si quanto para sua família e sociedade.
    Portanto, convidamos você multiplicador a formular ideias e aplicar estratégias que poderão fazer a diferença na sua família, comunidade, escola, empresa ou meio onde esteja inserido visando à contribuição para um trânsito cada vez mais humano e seguro.
  • Local: Rua Marcílio Dias, 574 - Porto Alegre/RS
    Investimento: R$ 366,00 para Prefeitura - R$ 550,00 para outros
    Datas: 21 e 22 de junho de 2017
    Horários: das 9h às 17h
    Carga Horária: 14h/a

    Objetivo:
    Atualizar a Autoridades, Agentes de Trânsito e Membros de JARIs, com a Legislação de Trânsito vigente, eis que muito dinâmica, já objeto de 31 (trinta e uma) alterações, com foco à Lei 13.281/16, que alterou 39 dispositivos do CTB.

    Público-Alvo:
    Secretários de Trânsito; Diretores de Trânsito; Agentes da Autoridade de Trânsito dos Municípios e Presidentes e Membros de JARIS municipais.

    Conteúdo Programático:
    Lei 9.503/97 (CTB) e as 31 leis que o alteraram;
    Normas Gerais de Circulação e Conduta;
    Medidas Administrativas e Penalidades de Trânsito

    Ministrante:
    Tenente Coronel RR Ordeli Savedra Gomes
    Bacharel em Direito; Especialista em Gestão e Legislação de Trânsito; Especialista em Segurança Pública; Professor de Legislação de Trânsito em Instituições de Ensino Superior, como a Unisc e Faculdade Dom Bosco; Palestrante e Autor dos livros: Código de Trânsito Brasileiro Comentado e Legislação Complementar – 12ª Ed, 2016, Ed. Juruá/PR e Código de Trânsito Brasileiro com Comentários Especiais para Concursos – 5ª Ed, 2016, Ed. Juruá/PR; Observador Certificado da 1ª Turma do Observatório Nacional de Segurança Viária e Coordenador do Movimento Internacional Maio Amarelo no RS . Comandou Pelotões, Companhias e o 3º Batalhão Rodoviário da Brigada Militar, ao longo de doze anos e foi Assessor Superior de Segurança no Trânsito, no Comitê Estadual de Mobilização pela Segurança no Trânsito – Gabinete do Vice-Governador do RS